Let's travel?

Let's travel?
Entre sem bater.

domingo, 22 de abril de 2018

Anestesiada

Pois é... Aqui estou eu. Com o maior sonho que já tive na vida realizado, meu nome aprovado nas listas, só aguardando os dias se arrastarem até o grande dia de assinar aquele papel que vai mudar tudo. O fato é que essa assinatura trará meu sonho, mas trará também ele para perto de mim. E aí que moram os problemas. A vida anda meio anestesiada, sabe? Às vezes acho que o que sinto é errado, eu sei que é errado, então tento fugir. Mas vira-e-mexe ele está nos meus pensamentos. Não deveria, eu sei, eu sei! Mas está, e o que eu posso fazer? O que eu espero é que a nova rotina me prove que eu estou enganada, que a nova rotina nos afaste, e que eu permita que ele siga seu caminho como eu também seguirei o meu. Sempre fui racional, não é agora que vou deixar de ser. E o mais racional no momento é o afastamento. Não é justo e não é certo, e por isso eu vou seguir a minha intuição. Sempre segui aquele lema do "não faça com o outro aquilo que não queria que fizessem pra você", então agora não será diferente. Por que haveria de ser? Só porque ele tem o sorriso mais lindo do mundo? E o melhor abraço? O melhor cheiro? Preciso e vou esquecer tudo isso, preciso e vou esquecer que um dia eu o conheci, preciso e vou esquecer. Até que o destino nos una de vez, ou nos separe para sempre.